Live

Open Banking Week Global 2021

Após apresentar seu projeto de PSTI baseado na nuvem Microsoft Azure, a Sinqia aguarda a homologação pelo Banco Central cuja aprovação está prevista para acontecer ainda no terceiro trimestre. Mas antes mesmo desta confirmação, a empresa já chama a atenção de instituições financeiras interessadas em acelerar o processo e adaptar suas estruturas para começar a trabalhar com o PIX, o novo sistema de pagamentos instantâneos, que começará a funcionar em novembro.

Os PSTIs, ou Provedores de Serviços de Tecnologia da Informação, são as entidades autorizadas pelo Banco Central a prestarem serviços de tecnologia da informação em nuvem, como um serviço, no âmbito do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB) e do Sistema de Pagamentos Instantâneos (SPI/PIX). Ao operar com esse modelo de negócios, a Sinqia oferece ao mercado a possibilidade de uma integração mais ágil ao PIX, sem a necessidade do desenvolvimento de grande infraestrutura, com a confiabilidade já conhecida de uma marca que está por trás dos softwares dos principais bancos tradicionais, digitais e fintechs, além de fundos de investimento, entidades previdenciárias e de consórcio do país.

O benefício de contar com este tipo de suporte numa operação considerada como uma das mais disruptivas da história dos meios de pagamento do Brasil já está sendo percebido. Prova disso é que a Sinqia já está em fase avançada de negociações com quatro instituições inscritas para começar a oferecer o PIX como forma de pagamento no final do ano.

Ao todo, 980 empresas financeiras e de pagamento entre bancos, cooperativas e fintechs estão cadastradas para a etapa de homologação deste primeiro grupo a trabalhar com o PIX no país. Deste total, entre 250 a 300 corporações se apresentaram como participantes diretos do sistema.

“Por suas características e pelo planejamento estratégico que apresentam em relação à solução PIX, são essas empresas que melhor se adaptariam ao PSTI da Sinqia”, explica o Head de Produtos da Sinqia, Marcelo Rosa.

O Banco Central inclusive já anunciou em comunicado que haverá uma nova janela de oportunidade para corporações que não fizeram a inscrição a partir de dezembro.

Entre os principais objetivos do PIX se destacam a melhoria da experiência do usuário no ato do pagamento e do envio de recursos financeiros, além da sensível redução da circulação de dinheiro em papel e o aumento da bancarização. Para alcançar estes resultados, a solução perseguirá transformações como digitalização, desmaterialização e desintermediação dos processos.

Tudo isso provocará uma verdadeira ebulição não só na indústria de pagamentos, mas também em todo o sistema financeiro.

Conheça nosso modelo de PSTI e vamos juntos para o mundo do PIX. Fale com nossos especialistas: https://bit.ly/3jsKkDx

Inscreva-se em
nossa newsletter!

Aqui você encontra as novidades e as tendências dos mercados de tecnologia e financeiro. Cadastre-se!






Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação, desempenho e personalizar o conteúdo do site.
Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade