Live

Open Banking Week Global 2021

A partir da Conferência da Terra, realizada no Rio de Janeiro em 1992, a chamada política dos 3Rs da ecologia se tornou popular. Ela define como melhores práticas de preservação ambiental os comportamentos de ‘Reduzir’, ‘Reutilizar’ e ‘Reciclar’ o lixo produzido no planeta. Recentemente, com os efeitos causados pela pandemia do Covid-19, a terminologia começa a ganhar um significado voltado à estratégia e à eficiência operacional das empresas. Neste sentido, as três letras erres se referem à capacidade de ‘Responder’, ‘Recuperar’ e ‘Renovar’ as estratégias e a forma de atuação do mundo corporativo.

O conceito foi defendido inicialmente pelo Gartner. Em comunicado enviado à imprensa a instituição define cada um dos erres da seguinte forma;

  • Responder – Se refere às ações imediatas focadas em manter as pessoas e as funções comerciais seguras. Este é um período relativamente curto, marcado por alto esforço e atividade potencialmente caótica. As principais atividades incluem as correções temporárias para interromper o sangramento.
  • Recuperar – Consiste em um esforço mais organizado e coordenado para estabilizar as operações. É considerado um período de duração média. As principais atividades incluem a criação de um plano para restaurar um estado escalável, identificar os recursos necessários para fortalecer, reabrir, recontratar, reorientar e reabastecer.
  • Renovar – Contempla um estágio de execução estratégica prolongado e durável em toda a organização. As principais atividades incluem o aprendizado para conduzir processos e fluxos de trabalho operacionais de maneiras novas, repetíveis e escalonáveis, além de usar as lições aprendidas e os padrões emergentes das fases anteriores para fundir-se em torno de uma nova base e caminho a seguir.

Com base nestes três erres, o Gartner orienta as organizações para que criem protocolos de planejamento baseados em opções que elas possam usar para identificar incertezas significativas e avaliá-las em termos de sua importância para o futuro próximo e a longo prazo.

Neste sentido, ganham relevância a utilização de ferramentas que não só identifiquem com exatidão o ponto em que as companhias se encontram como também indiquem os melhores caminhos para que elas cheguem onde desejam.

São os casos do Assessment e das jornadas As Is & Personas, por exemplo. Por meio deles é possível conhecer a realidade de cada empresa e as personas não só dos clientes, mas também de toda a cadeia de agentes envolvida no processo produtivo.

Responder, recuperar e renovar são ações que exigem também uma aproximação com o ecossistema tecnológico de inovação que envolve a operação. Isso permite conhecer o benchmark, as mais modernas soluções e as startups que podem acelerar a implantação de estratégias diferentes.

Os novos três erres aprofundam transformações organizacionais que produzem impactos nos comportamentos. Dessa forma, para garantir que o projeto seja implementado com sucesso é fundamental a utilização das técnicas de change management.

A experiência mostra que, apesar de estarem repletos de boas intenções, tanto os três erres da ecologia, quanto os três erres da eficiência operacional não são aplicados com facilidade. A utilização de ambos exige conhecimento das técnicas, habilidade de execução e uma resiliência obstinada por resultados independente da situação. A Sinqia oferece essas três condições e está pronta para ajudar sua empresa a aumentar a eficiência operacional utilizando todos os mais modernos conceitos e ferramentas existentes no mercado. Entre em contato.

Inscreva-se em
nossa newsletter!

Aqui você encontra as novidades e as tendências dos mercados de tecnologia e financeiro. Cadastre-se!






Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação, desempenho e personalizar o conteúdo do site.
Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade