Com a queda temporária de barreiras regulatórias, o ambiente controlado pelo Banco Central tem potencial para destravar processos que levariam anos para sair do papel

Em um cenário em que startups, fintechs e demais players atuam para oferecer mais inovação ao sistema financeiro, o Sandbox Regulatório pode ser um importante fator decisório e aliado na elaboração de novas soluções. Como explicado anteriormente, o Sandbox Regulatório é um ambiente controlado pelo Banco Central em que as empresas podem testar novos projetos com a eliminação temporária de barreiras regulatórias, e, assim, destravar processos que levariam anos.

Essa ferramenta tecnológica tem potencial para contribuir com diferentes setores de uma ou mais companhias, como fintechs, bancos e fundos de investimentos, em uma diversidade de produtos como conta-corrente, PIX, no home broker de corretoras e bancos de investimento, na gestão de previdência privada ou mesmo na parte de controladoria e contabilidade. 

Com o mesmo objetivo a Sinqia construiu o seu Sandbox, onde os usuários precisam seguir algumas regras elaboradas pelo crivo do Torq Labs, o laboratório de inovação e facilitador deste ambiente. Só depois podem, de fato, passar a utilizar as APIs (Interface de Programação de Aplicativos, na sigla em inglês) para desenvolver novas tecnologias e soluções disruptivas.

Leia também: 

O que é e como o Sandbox Regulatório pode ajudar o seu negócio

Com foco na experiência do usuário, Gestão de Recebíveis da Sinqia une inovação e praticidade

Como forma de garantir o alinhamento estratégico e o mapeamento do ecossistema, são realizadas reuniões internas periódicas junto às áreas de produto, tecnologia e demais executivos, em que são discutidas as oportunidades, gaps existentes e como as startups do ecossistema podem complementar e acelerar estratégias da companhia. Os projetos inscritos no Sandbox da Sinqia também passam por essa estrutura e após identificado o fit com o nosso portfólio de soluções, o time do Torq Labs faz a facilitação para que os times internos conheçam as soluções da startup e o empreendedor apresente seu projeto. São validadas pelos times de tecnologia, produto e financeiro e as iniciativas que demonstrarem potencial para transformar o mercado ou mesmo um determinado ponto da cadeia financeira passam a ter acesso às APIs para, finalmente, brincarem com a caixa de areia da Sinqia. 

Leia também:

Avanço do Sandbox regulatório fortalece estrutura de inovação na indústria financeira

Apesar de parecer excessivamente rigoroso, o processo foi desenvolvido para escolher os projetos que estão em consonância com a atuação da Sinqia e com a tese de investimentos do Torq Ventures, além de garantir todos os testes necessários para manter um padrão de qualidade. Além disso, há uma grande preocupação em manter as informações sob sigilo, assegurando sempre o cumprimento da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).  Terminada a etapa de testes, com todas as hipóteses validadas, é realizado um Demoday, em que as empresas devem mostrar como as soluções podem agregar valor ao funcionamento do sistema na prática. Isto é feito, inclusive, com a utilização dos produtos pelos clientes, por meio de uma Prova de Conceito (PoC), para chegar ao Produto Viável Mínimo (MVP, na sigla em inglês). Com o fit do produto e a avaliação do custo-benefício, existe a possibilidade de parceria ou investimento via Torq Ventures, o programa de Corporate Venture Capital da Sinqia.

Inscreva-se em
nossa newsletter!

Aqui você encontra as novidades e as tendências dos mercados de tecnologia e financeiro. Cadastre-se!






Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação, desempenho e personalizar o conteúdo do site.
Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade