26/08/2019

Derivativos de crédito no exterior: saiba como automatizar o registro

As operações realizadas no exterior precisam ser registradas em atendimento às resoluções e circulares do Banco Central do Brasil que regulam o tema. Para controlar e acompanhar esse registro de forma prática, Bancos e DTVMs precisam de soluções que o façam de forma automatizada. Isso evita processos manuais e, consequentemente, erros humanos; e mantém as equipes focadas no core business da instituição. Além disso, caso a instituição passe por um processo de auditoria interna ou externa, ela estará em conformidade.

Se o registro não tiver uma tecnologia por trás, o processo envolverá diversas trocas de e-mails e planilhas de excel. Para excluir atividades manuais, confira como funciona a solução:

A Sinqia, provedora da experiência mais desejada no mercado financeiro, possui um módulo específico para registro de derivativos de crédito no exterior já integrado à B3 e com uma interface de entrada. Entre as funcionalidades da solução, estão:

  • Tela para registro dos tipos de mercado Bolsa/Balcão para CDS, CFD, Nota Estruturada, Swap;
  • Possibilidade de importar as operações através de planilha excel;
  • Workflow/Status de controle;
  • Integração Registro e Atualização do DCE: disponibilização de API;
  • Arquivo de integração B3;
  • Arquivo de conciliação B3;
  • Relatório de movimentações de DCE.

Deixe que a Sinqia cuide do operacional do seu negócio e tenha o registro de derivativos de crédito automatizado.

Busca

Notícias

Press Release: Sinqia adquire Atena
Agora somos Sinqia!
Em 2019, oferta de debêntures deve bater novos recordes.
Press Release: Sinqia compra ADSPrev
Tecnologia para Previdência é com a Sinqia!
Automação de processos com RPA
Cadastro Positivo: prepare a sua instituição