15/06/2020

Distanciamento social deixará como legado a aceleração do pagamento sem contato

Enquanto os estrategistas desenvolviam novas tecnologias e modelos voltados a transações comerciais remotas, o coronavirus apareceu e acelerou todos os planos. Isto porque o dinheiro em papel e os cartões utilizados da forma tradicional foram apontados como possíveis agentes de contágio.

Com todo este desconforto, restou a alternativa dos pagamentos contactless e a indústria precisou correr para colocar em prática em tempo recorde muitos projetos.

Assim, bancos, emissores de cartões, fintechs e credenciadoras passaram a oferecer opções como tokenização, pagamentos por aproximação, além de projetos em QR Code e outros.

O resultado foi uma verdadeira invasão dos pagamentos contactless. Só para exemplificar, um estudo da Mastercard registrou a duplicação das transações contactless na Europa durante a quarentena. No Brasil o efeito não foi diferente.

Quem experimentou o contactless não pretende parar de usar

Mas o que chama atenção é a perspectiva para o que acontecerá com o consumidor e com a indústria de pagamentos quando passar o período de isolamento. Esta mesma pesquisa da Mastercard afirma que 73% dos europeus não irão alterar este hábito de utilização do contactless. Para 64% a partir de agora esta será sua forma preferida de pagar as compras.

Diante deste quadro, enquanto o mercado brasileiro aguarda ansiosamente a chegada do PIX (pagamento instantâneo), que deve ter início oficial em novembro, outras opções continuam a ser testadas e colocadas em operação comercial. Baixe o e-book do PIX!

É o caso, por exemplo, do reconhecimento facial. Já estão em teste operações na qual ao invés de pegar o cartão do cliente, o atendente do caixa do estabelecimento pode usar um dispositivo para tirar uma foto dele.

A partir daí, os sistemas de verificação, com toda a tecnologia embarcada, analisam se a pessoa é quem realmente diz ser.  Caso confirmada esta informação é adicionada ainda uma última verificação. Nesta etapa é enviado um Push ao titular da conta ou do cartão para que ele confirme estar realmente fazendo a transação e possa autorizar sua conclusão.

Um novo e pulsante ecossistema de pagamentos Contacless

Seja como for, o fato é que o Covid-19 colocou em marcha acelerada a formação de um novo e pulsante ecossistema de pagamentos Contacless. Neste novo ambiente, os espaços comerciais irão operar cada vez mais sem a interação humana e com um número crescente de transações automatizadas de máquina para máquina.

Do lado do consumidor, isso resultará em duas vertentes totalmente impactantes. Por um lado, acontecerá um nível de simplificação e agilidade que levarão a experiência do usuário a um patamar nunca imaginado.

Por outro lado, o grande número de brasileiros desbancarizados será significativamente favorecido. A hipótese é que as novas iniciativas diminuam o custo das transações. Com isso, o trabalhador informal e de baixa renda terá condições de acesso a produtos e serviços que talvez ainda nem tenham surgido, mas que certamente surgirão completamente adaptados às suas condições.

De ambos os lados as oportunidades para fornecer estes serviços e produtos estarão à disposição daqueles que conseguirem entender mais rapidamente este processo. A Sinqia, com seu DNA inovador e sua experiência na indústria financeira, tem profissionais com o olhar treinado para captar estas tendências.

Entre em contato e vamos chegar juntos ao mundo dos pagamentos contactless acelerados.

 

Busca

Notícias

Press Release: Sinqia adquire Atena
Agora somos Sinqia!
Em 2019, oferta de debêntures deve bater novos recordes.
Press Release: Sinqia compra ADSPrev
Tecnologia para Previdência é com a Sinqia!
Automação de processos com RPA
Cadastro Positivo: prepare a sua instituição