13/11/2020

Produtos de previdência exigem adaptações de layout e formas de integração para operar com o PIX

Até o dia 15 de novembro, 762 instituições já poderão oferecer a seus clientes a possibilidade de experimentar transações na fase de operações restritas do PIX. Enquanto isso, as instituições que trabalham com produtos de previdência ainda aguardam algumas definições de regulação pelo Banco Central para poderem entrar direta e definitivamente neste jogo.

O fato é que, neste momento, as Entidades de Previdência se encontram na condição de usuárias de pagamentos e recebimentos do sistema. Desta forma, elas não podem assumir diretamente o relacionamento com a estrutura de processamento do PIX.

Esta conexão só pode ser feita por meio de um Participante Direto ou Indireto, ou seja; bancos, fintechs ou outras instituições credenciadas pelo Banco Central para transacionarem suas operações com a nova solução.

Essa situação cria uma condição de dependência para a realização de alterações nos produtos de previdência. Como não podem utilizar seus próprios modelos, as empresas ficam à mercê dos layouts e das formas de integração escolhidas por seus parceiros homologados.

É neste ponto que surgem os maiores obstáculos uma vez que cada instituição financeira possui seu próprio layout e maneiras de conexão, com variações que vão desde integrações disponíveis via web services até integrações realizadas via arquivos de textos (CNAB), sem contar as empresas que ainda nem disponibilizaram seus meios de integração.

Com o objetivo de auxiliar as entidades de previdência a superarem esta dificuldade, a Sinqia trabalha num projeto que tem como objetivo definir o escopo de adaptação sistêmicas para facilitar a essas organizações realizarem as operações de seus produtos neste meio de pagamento e recebimento.

A ideia é viabilizar que sejam feitas com agilidade as alterações necessárias nas funcionalidades responsáveis pelas operações de pagamentos e recebimentos em processos como pagamentos de aposentadorias, resgates e empréstimos, e as cobranças de contribuições e empréstimos dos participantes. O modelo tem como premissa que as integrações com os layouts proprietários dos bancos serão tratadas como customizações.

Enquanto isso, o cronograma do Pix prevê um funcionamento com horário diferenciado durante a operação restrita:

  • Regra geral: das 9h às 22h
  • Nas quintas-feiras, dias 5 e 12 de novembro: das 9h às 24h
  • Nas sextas-feiras, dias 6 e 13 de novembro: das 0h às 22h

Depois disso, o Pix entrará em plena operação no dia em 16 de novembro. A partir desta data as instituições poderão executar todas as funcionalidades de forma gradual, com número reduzido de usuários, para que os clientes comecem a se familiarizar com a novidade.

A Sinqia e seu Hub de inovação Torq seguem acompanhando de perto as movimentações e oportunidades que surgem a cada novo passo do Pix. Entre em contato e faça conosco as adaptações estratégicas que julgar adequadas para liderar em tempos de Pix.

Busca

Notícias

Press Release: Sinqia adquire Atena
Agora somos Sinqia!
Em 2019, oferta de debêntures deve bater novos recordes.
Press Release: Sinqia compra ADSPrev
Tecnologia para Previdência é com a Sinqia!
Automação de processos com RPA
Cadastro Positivo: prepare a sua instituição